Kamen Starchev brinca com a luz em sua nova exposição

Luz do dia, Galeria Perspectivas, 29 de maio a 12 de junho de 2018

A luz do dia é o principal objeto de atuação artística na nova exposição de Kamen Starchev, organizado na galeria Rakursi de 29 de maio a 12 de junho. É a luz como algo que nos rodeia diariamente e que não percebemos, mas ao mesmo tempo é o principal fator formador de forma e de cor.

“Concentrei-me inteiramente em ideias e sensações relacionadas à luz do dia – como símbolo, como fenômeno, como fenômeno, como vida cotidiana, como eternidade” – diz o autor.

Nas nove obras, o sentimento dela é apresentado apenas e somente através da técnica característica da autora – gráficos vetoriais com impressão digital. Ele trabalha com isso há anos, mas ao contrário de seus trabalhos das exposições anteriores “Última Reportagem” (SGHHG, 2017), “Diversificação da Lua” (Instituto Goethe, 2015) e “Plantas de Tratamento” (Galeria Rakursi, 2013) na presente exposição vemos uma simplificação e purificação da forma, a narrativa é reduzida ao mínimo em detrimento da percepção imediata.

“Gráficos vetoriais é apenas um meio que escolhi para trabalhar no momento, que é pouco utilizado com outro aplicativo” – diz Kamen em entrevista ao BNR por ocasião da exposição.

Kamen Starchev desafia seus espectadores ao não intitular suas pinturas. Afetam imediatamente, sem a condicionalidade do texto escrito. Porque, como ele diz, são sensações que dificilmente podem ser descritas em palavras. O objetivo que ele estabelece para si mesmo é a construção de um ambiente visual limpo, no qual o espectador fica inteiramente entregue às suas próprias percepções. Livres de qualquer explicação e narrativa, as obras de Kamen afetam outro nível, filosófico e intuitivo, entram diretamente na consciência do espectador e deixam-no apenas com os sentimentos que evocam nele.

E nesta exposição o autor permanece fiel ao seu estilo de trabalho. O gráfico em suas pinturas é reduzido ao minimalismo. A imagem às vezes é reduzida a alguns pontos na folha. Olhando para eles, no entanto, descobrimos que nesta fase da sua busca pelo minimalista, são os gráficos vetoriais que transmitem com mais precisão a mensagem que ele desejava. Mas, por outro lado, para ele, as tecnologias modernas são apenas um meio de expressão, cujas possibilidades explora atualmente.

Através de sua nova exposição “Luz do Dia” Kamen Starchev explora a questão da compreensão estética e filosófica do mundo. Se ele encontrou a resposta sozinho ou a deixou para os telespectadores – ainda estamos para descobrir.

Boletim SBH, 2018, 3, 18-20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *